Perdi o medo da morte

Perdi o medo da morte
set 1, 2020 Rafael Kamada

Perdi o medo da morte quando experimentei o sentimento de eternidade em mim

Vendo uma água viva morta na beira do mar adriático aprendi o eterno retorno de transformação dos seres

Das mutações e das experiências

Como crescimento sobre as circunstâncias

De se tornar mais vigoroso

Em busca das diferentes intensidades da saúde

Vigor e vitalidade são as necessidades interiores dos seres

As aparências são imagens congeladas de coisas que não existem mais

Os seres são infinitamente mais complexos e mutáveis do que nossa capacidade de compreensão

A linguagem é uma parte muito pequena da vida

A vida é mais mutável, ampla e complexa do que a linguagem

Até mesmo o instinto mais primitivo e substancial ignora a linguagem

A linguagem é uma formalidade superficial das aparências

Inclusive a arte é um artifício

Uma tentativa

Talvez podemos olhar pra arte e ver a transformação das coisas

O olho como instinto primordial

Nada é mais confiável do que o olho

Um olhar pode revelar teses e dissertações

saglikpersoneli.com.trsaglikpersoneli.com.tr