Artistas se divertem. Circular, Arte na Praça Adolpho Bloch – Exposição Coletiva, São Paulo

Circular, Arte na Praça Adolpho Bloch
Artistas se divertem
Fevereiro – abril 2020
Curador Marc Pottier

O Descanso do Feno, 2017 (268 x 130 x 110 cm, fuselagem de avião, feno).

Marcos Amaro, (São Paulo, 1984), é dos artistas que brincam com a matéria da fuselagem dos aviões. Esse brincar é uma necessidade para o artista que desprende força no gesto das mãos ao reorganizar as coisas e as partes na força do pensamento criativo. Sem modelar, junta partes das carcaças dos aviões e cria novas formas e situações para essas coisas dando lhes sobrevida e novos significados ao trabalhar com a memória afetiva e familiar que tem histórico na aviação.

Um dos aspectos mais relevantes desses objetos realizados por Amaro, é a matéria que articula dentro dessa forma dada. A parte de uma turbina de avião. Para ser melhor compreendido esse processo criativo, forma e volume não são moldados pelo artista, já nascem subjacentes ao objeto escolhido para serem ai articulados com o feno. Cria nesse jogo (divertido) de aproximar e juntar coisas e materiais estranhos, ora duros ora moles, ora pesados ora leves, ora industrializados (a fuselagem do avião) ora naturais (o feno), uma dicotomia. Condições e situações opostas de objetos que provocam estranhamento para quem os observa. Porque brincar com fardos de feno dentro da carcaça da turbina de um avião?

O que se vê nessa reorganização e reuso dessas matérias transformadas em escultura é a exploração da forma geométrica e cor levadas à uma abstração do sentido original da turbina do avião. A turbina passa a ser forma cônica (a mesma forma de uma cabana indígena) que passa a abrigar fardos de feno. Exposta ao tempo, o feno dentro da turbina vai se decompor rapidamente, passando por um processo de desfazimento que contrasta com a estrutura dura do metal da fuselagem da aeronave. Uma resta e a outra se desfaz.

Marcos Amaro com sua obra, transita entre a figuração das coisas e passa pelo abstracionismo das formas e sentidos, mas nos trás de volta para a realidade ao dar o título Descanso do feno, que poderia ser também, o abrigo do feno. Vida e morte na mesma matéria, o fardo de feno na passagem do tempo.


Praça Adolpho Bloch
Jardim América
São Paulo – SP

saglikpersoneli.com.trsaglikpersoneli.com.tr